BrasilGeral

Rui Costa é criticado por líder da oposição na AL-BA por não manter congelamento do ICMS

Líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), o deputado estadual Sandro Régis (Democratas/ União Brasil) defendeu, nesta quinta-feira (27), a prorrogação do congelamento do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviço (ICMS) sobre combustíveis no estado e criticou o governador Rui Costa (PT) por não aderir à medida.

“É lamentável que, num momento como esse, de alta da inflação, de pessoas enfrentando dificuldades, o governador seja um dos poucos a não prorrogar o congelamento do ICMS. O congelamento é uma medida que desafoga um pouco o bolso das pessoas, que já estão sendo prejudicadas com esse aumento abusivo do preço dos combustíveis”, afirmou.

De acordo com a avaliação de Régis, o crescimento no preço dos combustíveis fez com que o Estado registrasse um aumento substancial na arrecadação do ICMS no ano passado. Na Bahia, por exemplo, o ICMS representa 28% do valor do preço da gasolina.

Somente no primeiro quadrimestre do ano passado, a arrecadação do tributo no Estado teve aumento nominal de 30%, de acordo com o Instituto de Auditores Fiscais (IAF).

“O governador não pode o tempo inteiro ficar transferindo sua responsabilidade para outros entes e deixar a população pagar a conta. O governo precisa dar a sua contribuição para amenizar esse problema para as pessoas. E vale lembrar que o aumento no preço dos combustíveis impacta em toda a cadeia, porque encarece o transporte e, naturalmente, o preço dos produtos. Isso precisa ser levado em conta”, completou Régis.

Vnoticias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo