BrasilGeral

Rodoviários avaliam ir à Justiça após categoria ficar fora de grupo prioritário de vacinação

O Sindicato dos Rodoviários de Salvador estuda entrar na Justiça para garantir que motoristas e cobradores sejam incluídos entre os atuais grupos prioritários a serem vacinados contra a Covid-19. O presidente da entidade, vereador Hélio Ferreira (PCdoB), afirmou que o objetivo é fazer com que a prefeitura cumpra a lei municipal que estabelece o programa de imunização para trabalhadores do sistema de transporte público.

Ele diz que a categoria reagiu com insatisfação por não ter sido beneficiada com a medida que permitirá, a partir desta quinta-feira (1º), a vacinação de policiais federais, militares, civis, bombeiros e guardas municipais com mais de 50 anos de idade. A inclusão dos profissionais foi aprovada em reunião da CIB (Comissão Intergestores Bipartite), uma instância deliberativa do SUS (Sistema Único de Saúde), com a participação dos 417 municípios baianos e o Estado.

“Trata-se de um desrespeito à lei que garante a prioridade da nossa categoria. Uma lei que já foi aprovada e sancionada, e não está sendo respeitada. Com todo o respeito às demais categorias, mas os trabalhadores rodoviários estão mais na linha de frente do que os policiais, que trabalham um dia e folgam dois, e dos professores, que ainda não voltaram a dar aulas. Nós podemos nos comparar aos trabalhadores da saúde”, declarou Ferreira.

Segundo ele, mais de 20 rodoviários já morreram vítimas do novo coronavírus desde o início da pandemia, há um ano.

“Nós temos cobrado esse direito reiteradamente, conversando com o município, já enviamos ofício ao governador [Rui Costa], mas ainda não houve solução. Agora vem essa surpresa aí, já que esperávamos ser vacinados juntos com as outras categorias. Só há dois caminhos agora: ou fazer manifestação, o que está descartado nesse momento por causa dos decretos, ou recorrer à Justiça”, acrescentou Ferreira.

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo