Esportes

Rivaldo exalta Luxemburgo, seu ‘melhor técnico’, por título do Palmeiras, e Figo responde: ‘Para mim foi o pior’

Campeão pelo Palmeiras com Vanderlei Luxemburgo em 1994 e 1996, Rivaldo exaltou o treinador pelo título do Campeonato Paulista, conquistado neste sábado sobre o Corinthians. O ex-jogador disse que o técnico foi o “melhor” com quem trabalhou durante da carreira.

O problema é que, na publicação nas redes sociais, o português Luis Figo apareceu para comentar e lembrou os tempos que trabalhou com o técnico no Real Madrid. E a percepção foi bem diferente…

“Parabéns Palmeiras pelo título mais que merecido. Eu já tive grandes treinadores, mas você, Luxemburgo, foi o melhor. Tudo que os treinadores da Europa fazem hoje, você já fazia a 25 anos atrás. Você é o melhor”, escreveu Rivaldo, no Instagram.

Nos comentários, Figo foi curto e direto: “Fera, para mim foi o pior, mau demais”, escreveu. Em 2005, Vanderlei Luxemburgo foi contratado pelo Real Madrid e teve em mãos um time repleto de estrelas, mas ficou menos de um ano no cargo.

O próprio Rivaldo voltou aos comentários e respondeu o português. “Cada um tem sua opinião. Valeu amigo por você ser sincero e deixar a sua. Um grande abraço.”

Com o título do Paulista de 2020, Luxemburgo se tornou o maior campeão do torneio de forma isolada, com nove conquistas, sendo cinco com o Palmeiras. No clube, inclusive, ele também se tornou líder em taças, com oito, superando Oswaldo Brandão.

Depois da conquista, o treinador exaltou os técnicos brasileiros e disse não ser necessário “mudar tudo” depois do bom trabalho do português Jorge Jesus no Flamengo.

“Nós somos pentacampeões do mundo jogando com a nossa cultura. Claro que nós (treinadores) estudamos, aprendemos, temos que fazer curso, aprimorar cada vez mais, mas não temos que mudar nossa essência pentacampeã do mundo, 11 vezes campeã mundial interclubes e toda a história do futebol brasileiro”, ressaltou.

“Por que temos que mudar? Agora que o (Jorge) Jesus veio aqui e ganhou a Libertadores, aí temos que mudar?”, questionou.

“Vamos respeitar a essência do futebol brasileiro, aprimorar cada vez mais, estudar, aprender, mas sem mudar nossa cultura. E não quero mandar recado para niguém. O recado que eu posso mandar é aos técnicos brasileiros: levantem taça. Esse é o maior recado que você pode mandar”, encerrou.

Espn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar