CidadesGeral

Rio Jiquiriçá! Até quando?

Fotos – Junício Júnior

A forte estiagem que tem assolado a Bahia começa a mostrar resultados no Vale do Jiquiriçá.

O Rio Jiquiriçá nascido na cidade de Maracás , a 365 km de Salvador, banha dez municípios até desembocar na Praia da Barra do Jiquiriçá, na cidade de Jaguaripe-BA no Oceano Atlântico está passando pelo momento mais difícil de sua existência.

Em muitas cidades do Vale o leito do rio já desapareceu completamente e nas que ainda existe o filete de água, evidencia-se uma coloração amarelada e turva e com espuma devido à poluição. A degradação ambiental o desmatamento a não preservação de matas ciliares e a falta de reflorestamento tem contribuído para o Jiquiriçá aos poucos desaparecer.

A cidade de Ubaíra é abastecida pelo Rio Jiquiriçá e por um de seus afluentes e a falta d’água tem acontecido com frequência na cidade após a estiagem, fato semelhante acontece nas cidades de Mutuípe e Jiquiriçá que também são abastecidas pelo Rio Jiquiriçá e pelo afluente Rio Boqueirão, que está completamente seco.

Na orla de Mutuípe centro da cidade a assoreamento do leito do rio fez com que um banco de areia surgisse, a mortandade de peixes tem se tornado frequentes nas cidades de Úbaira e Jiquiriçá por causa ainda desconhecida, a principal suspeita é o aquecimento da água ou a falta de oxigênio causado pela poluição.

A última vez que choveu em grande volume na região foi no dia 4 de novembro de 2012, a parti daí as poucas pancadas de chuvas não deu para molhar a vegetação. Segundo a estação Clima tempo no mês de dezembro a chuva que caiu em Mutuípe não passou de 10mm em anos anteriores os números superam 80mm.

A situação é critica em todo o recôncavo, diversos rios e nascentes em Laje secaram completamente, em São Miguel das Matas a barragem que abastece o município secou e os moradores estão recebendo uma água amarelada em suas residências, Varzedo recebeu recentemente uma nova adutora mais ainda não está em funcionamento devido a não existência de água suficiente para ser transportada.

Se a falta de chuvas continuar, em aproximadamente trinta dias a escassez de água pode ser muito maior devido aos reservatórios que estão com os níveis baixos.

O fato preocupa a sociedade mais ao mesmo tempo acende o alerta para a questão ambiental o reflorestamento e a conscientização no intuito de economizar no consumo de água.

Para os muitos que não acreditam ou simplesmente pouco estão preocupado com o aquecimento global eis a prova que precisamos para pensar em um dia depois de amanhã.

Etiquetas
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar