MutuípeSlide

Rinha de galo é encerrada na zona rural de Mutuípe

Populares dizem que vereador estava no evento.

Uma rinha de galo foi encerrada pela Polícia Militar, na região do Capim de Binho, zona rural de Mutuípe, na tarde deste domingo (4), pelo menos 150 pessoas participavam do evento, 98 animais foram apreendidos.

Populares indicam que um vereador do município também estava presente, até a manhã desta segunda-feira, a identidade dele não havia sido revelada.

O proprietário do bar, foi apontado como organizador do evento, ele foi apresentado na delegacia territorial, ele responderá por desobediência ao decreto estadual contra o COVID 19, e maus tratos a animais.

No local também foram apreendidos uma balança, 1 relógio, 1 agulha de sutura, e 4 embalagens contendo medicamentos para os animais.

O que diz a Lei

Organizar ou participar de rinha é crime ambiental, definido no artigo 32 da Lei Federal nº 9.605/98 que diz:

“praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”. Pena, detenção, de três meses a um ano, e multa. A pena será aumentada em caso de morte do animal.

Constituição Federal, como nossa Carta Maior, também declara como dever e obrigação de todos a proteção da fauna e a flora, e não submeter os animais a crueldade, através do art. 225, §1º, VII.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo