Entretenimento

Rihanna e outros protestos contra ordem de Trump: ‘porco imoral’

Rihanna, John Legend, Sia, Christine Teigen são alguns dos artistas que se pronunciaram publicamente sobre a ordem executiva do presidente Donald Trump que proíbe a entrada nos Estados Unidos de iraquianos, sírios, sudaneses, iranianos, somalianos e libaneses. Apenas portadores de vistos diplomáticos serão aceitos.

A cantora de “Work” chamou Trump de “porco imoral”. Tendo o Twitter como palco, a artista escreveu: “Enojada! Essa notícia é devastadora. Améria está sendo arruinada em frente aos nossos olhos. Que porco imoral você precisa ser para implementar tamanha merda!”.

 

O também músico John Legend se pronunciou enquanto apresentava um trailer de “La La Land” durante o Producers Guild Of America, na noite deste sábado (28). “Los Angeles é o lar de muitos imigrantes, pessoas criativas, sonhadoras”, declarou, segundo o NME. “Nossa América é grande, livre, e está aberta a sonhadores de todas os países e religiões. Nossa visão dela é completamente oposta à do presidente Trump. Quero formalmente rejeitar a visão dele e afirmar que a América pode ser melhor do que isso”.

A esposa de Legend, a modelo Chrissy Teigen tuítou: “Donald Trump não está bem. É uma pessoa má. De essência”. A cantora Sia divulgou que vai doar US$ 100 mil para a American Civil Liberties Union (ACLU), ong que ajuda a imigrantes.”

 

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar