Cidades

Réu é condenado a 17 anos de prisão por matar mulher a pauladas em Jaguaquara

Juri2Foi julgado nesta quinta-feira (22/10) pelo Tribunal do Júri, da Comarca de Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá, o réu Ronaldo Leandro de Jesus, 34 anos, natural de Jequié, acusado de ter matado, em (02/11/14), a sua própria companheira, Rosângela Magalhães Santos, 58, cujo corpo da vítima foi encontrado, na ocasião, em uma unidade habitacional do Programa Minha Casa, Minha Vida, localizada na margem da BR-116 no Entroncamento de Jaguaquara. Ronaldo teria assassinado a mulher a pauladas, de forma a impossibilitar a defesa da vítima, sendo preso horas depois pela Polícia Militar, tendo confessado à época que matou a companheira porque estava sendo traído. O réu foi denunciado pelo Ministério Público, que teve como representante legal o Promotor de Justiça Lúcio Meira Mendes. Na defesa do réu atuou o advogado Nilton de Sena Oliveira. –
 
Ao final do julgamento, o conselho de sentença acolheu a tese do promotor público Dr. Lúcio, de homicídio qualificado por meio cruel, impossibilitando a vítima de se defender, previsto no art. 121, §2º, Inciso III, do Código Penal. A sessão de julgamento, que teve início às 08h, encerrou-se às 17h, quando a juíza que presidiu o Júri, titular da Comarca local, Andréa Padilha Sodré Leal Palmarella, leu a sentença que condenou o réu por homicídio qualificado, há 17 anos de reclusão. A pena deve ser cumprida em regime fechado, no Conjunto Penal de Jequié, onde o réu já havia cumprido 11 meses depois de ter sido detido em flagrante pela prática do crime. As informações são do Blog Marcos Frahm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar