Cotidiano

Repórter da Globo gera polêmica ao criticar morte de Lázaro Barbosa: “a operação falhou”

Depois de 20 dias de fuga, Lázaro Barbosa acabou sendo morto em confronto com policiais militares, na cidade de Cocalzinho de Goiás. A informação inicial, divulgada pelo governador do estado, Ronaldo Caiado, foi que o ‘serial killer’ tinha sido preso. No entanto, minutos depois, veio a confirmação da morte, e diversos vídeos e fotos passaram a circular nas redes sociais mostrando o corpo com várias marcas de tiros.

Na web, muitos internautas parabenizaram o trabalho da polícia. Mas, houve também quem criticasse a ação, a exemplo do repórter da Globo, Cauê Fabiano, o que acabou gerando polêmica. Em seu perfil oficial do Twitter, o jornalista afirmou que a operação policial falhou ao matar Lázaro ao invés de prendê-lo para possível confissão de comparsas.

“Lázaro era um assassino. Um criminoso da pior espécie. Deveria passar o resto de seus dias preso. Mas também deveria ter sido capturado, para que entregasse todos os outros criminosos com os quais se relacionou, e que o ajudaram. 20 dias de fuga, milhões de reais gastos na operação. Dias antes do desfecho, descobrem que o criminoso dormia tranquilamente numa fazenda da região, e suspeita-se que trabalhava para fazendeiros. Dias depois, morre. Lázaro não confessou, nem entregou ninguém. A operação falhou”, postou.

Não demorou muito para que vários internautas fossem contra o seu posicionamento. “Eu não sei em qual país vc vive, por que no BR não é. A prisão aqui no BR é só privativa de liberdade, nunca foi uma forma de ensinar o indivíduo a se reinserir na sociedade. Ele, se fosse preso, estaria solto em alguns anos e faria tudo outra vez. Quem falhou aqui foi sua mente”, comentou uma seguidora.

“Quem falha é a justiça q soltou esse bandido varias vezes pra ele poder aumentar a lista criminal. Se tivesse preso desde a prmeira prisão nada disso teria acontecido”, rebateu outro. “Falhou!!!???  O cara destruiu famílias…missão foi concluída com sucesso do jeito certo …com esse assassino morto”, publicou mais um.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo