Cotidiano

Relatório da PF reforça suspeita de tráfico de influência durante governo Lula

JOSE CARLOS BUMLAI E LULAAnexo em inquérito da Operação Lava Jato, um relatório da Polícia Federal reúne e-mails do pecuarista José Carlos Bumlai que reforçam as suspeitas de tráfico de influência durante o governo Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo o Estado de S. Paulo, se tratam de conversas entre Bumlai e um lobista, empresários e amigos do ex-presidente. Investigado por tráfico de influência, Bumlai é suspeito de intermediar interesses privados no Planalto durante o governo do petista.

Nas mensagens trocadas com o pecuarista, os interlocutores e amigo do ex-presidente discutem sobre negócios em Gana, no Catar e uma parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento. “Parte da influência exercida por Bumlai pode ser verificada em e-mail enviado por seu filho, Fernando, no qual ele pergunta se pode interceder por Roberto da Infraero de Campo Grande, que está sendo transferido para Guarulhos”, diz o Relatório de Informação 64/2016, da PF de Curitiba.

Leia mais

12 sinais de que você não quer verdadeiramente estar na relação

Com ‘Bang’, Anitta é a 1ª cantora brasileira a atingir 200 milhões de views no YouTube

Pedro Cardoso desabafa: “Globo teve desprezo pelo meu trabalho”

Aliados de Dilma querem ir à Corte Interamericana para travar impeachment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo