Cidades

Relatório da PF aponta tentativa de ocultação de notebook de Marcelo Odebrecht

MARCELO ODEBRECHT - PRESOUm relatório anexado a um dos processos da Operação Erga Omnes aponta que houve uma tentativa de ocultação do notebook de Marcelo Odebrecht na manhã do dia 19 de junho, quando o executivo foi preso. “Durante a diligência, ao entrevistar o investigado, questionou-se ao mesmo a localização de seu computador de uso pessoal.

O investigado informou que o seu computador estava em seu escritório, em sala do Edifício Odebrecht, localizado na Rua Lemos Monteiro”, informou o agente. Segundo o Blog Fausto Macedo, do Estadão, a esposa do executivo também confirmou a localização do notebook, porém, ao chegar ao endereço da empreiteira, o computador pessoal não foi localizado no escritório de Marcelo. No documento, o agente da Polícia Federal aponta a estranheza causada com a ausência de um computador na sala do presidente da Odebrecht. “Neste referido momento da solicitação de acesso às imagens de segurança do local, identificou-se que os advogados que acompanhavam a equipe mostraram-se visivelmente nervosos”, sugeriu o agente.

Veja mais

Andressa Urach conta em livro que teve orgasmo com cachorro

Aprenda a driblar os “riscos azuis” do WhatsApp e não informar se você leu as mensagens

Popó volta aos ringues em grande estilo e nocauteia argentino

O relatório indica ainda que a diretora da Odebrecht Participações e Engenharia, Marta Pacheco Kramer, foi até o 15º andar, onde estaria o computador, com “comportamento atípico”, antes de ir ao próprio posto de trabalho, três andares abaixo.

O agente federal narrou que, quando buscava então dados sobre registros de entradas no prédio, foi informado pelo delegado da operação que o computador de Odebrecht havia sido encontrado em outra sala do 15º andar e havia acabado de ser entregue por um dos advogados do grupo. Por meio de nota, a Odebrecht negou qualquer tentativa de ocultação. “A Odebrecht esclarece que não houve em nenhum momento qualquer ação no sentido de ocultar o notebook de Marcelo Odebrecht. Pelo contrário, o computador do executivo foi entregue à autoridade policial assim que foi encontrado e a empresa cumpriu plenamente os termos do mandado judicial”, indicou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo