Cotidiano

Registros de sete médicos de SP são cassados por Conselho por casos de assédio sexual

Os registros profissionais de sete médicos de São Paulo foram cassados pelo Conselho Regional de Medicina do Estado (Cremesp) por assédio sexual cometido entre outubro de 2018 e setembro de 2019.

O Cremesp determinou a perda de registro profissional de 17 denunciados neste período. No período anterior, relativo aos anos 2017/2018, a punição máxima por infrações ético-profissionais foi aplicada a nove médicos no estado, sendo que nenhum era acusado de assédio.

Conforme reportagem da Agência Brasil, entre as outras causas de cassação de médicos no último ano no estado de São Paulo estão três casos em que os profissionais foram acusados de serem cúmplices no exercício ilegal da medicina e outros três por envolvimento em fraudes como falsificação ou adulteração de recibos, atestados e prontuários.

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo