Cotidiano

Recebido por apoiadores, Roma faz carreata em Itapetinga

O pré-candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma, desembarcou em Itapetinga, onde foi recepcionado por apoiadores e realizou carreata até a tradicional Exposição Agropecuária neste domingo (22). Naquela que foi uma das cidades baianas onde o presidente Bolsonaro venceu nas eleições de 2018, Roma reiterou seu compromisso na defesa da ‘paz no campo’.

O ex-ministro da Cidadania, que esteve em Itapetinga durante as fortes chuvas que causaram a enchente do Rio Catolé, destacou o poder de ‘resiliência’ do povo itapetinguense que não se rendeu à calamidade e continua firme no trabalho pelo desenvolvimento da região. “Itapetinga é símbolo de pujança”, assinalou.

Roma falou da necessidade de desonerar o setor produtivo. “É preciso diminuir o peso do estado no cangote de quem produz, atrair investimentos e gerar emprego e renda para o povo baiano, que deseja a retomada do protagonismo nacional da Bahia com uma economia dinâmica e pujante”.

O pré-candidato a governador propôs que o estado foque nos serviços essenciais ao cidadão, como segurança pública, saúde, educação e infraestrutura. “O que vemos hoje é a escalada da violência por todo o estado, um atendimento à saúde indigno do povo baiano, uma educação pública de péssima qualidade, a pior do país, e projetos de infraestrutura que não saem do papel. Cadê a ponte Salvador-Itaparica?”

João Roma observou que o PT e aliados não assumem suas responsabilidades e tentam transferi-las ao presidente Bolsonaro. “Em 16 anos de governo petista, a Bahia recuou economicamente sendo superada por Santa Catarina que hoje tem um PIB maior que o baiano, tem a pior educação do país, é a campeã em homicídios, não duplicaram um quilômetro das BRs, e o senador Otto Alencar faz proselitismo, tentando culpar o presidente Bolsonaro pela incompetência de seus aliados petistas”.

Bahia.ba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo