CotidianoFato ou Boato?

Ratanabá a ‘cidade perdida da Amazônia’, verdade ou ficção?

Se Ratanabá existiu seria motivo para reescrever a história do mundo.

Nos últimos dias não tem sido difícil encontrar publicações nas redes sociais com referências a Ratanabá, uma suposta cidade perdida na Amazônia, e que seria maior que a cidade de São Paulo.

Ratanabá seria segundo as referências, o motivo do interesse internacional no território Amazônico, devido ao seu valor histórico e riquezas acumuladas.

Fala-se também que através de tecnologia, teria sido possível mapear a área, como se toda a terra e árvores fossem retiradas, evidenciando o tesouro.

Por trás da divulgação, está o instituto Dakila Pesquisas, que não tem qualquer vinculação com institutos de pesquisas de universidades ou órgãos oficiais, muito menos, artigos em publicações científicas, fazendo muitos suspeitarem de que tudo não passa de invenção.

Segundo a Dakila Pesquisas, a cidade perdida Ratanabá estaria submersa na Amazônia Brasileira, no território de três estados: Mato Grosso, Pará e Amazonas.

A tal Retanabá cidade soterrada, supostamente teria existido há 450 milhões de anos, sendo que a história data a existência do ser humano há um pouco mais que um milhão.

O “achado” envolve tanto dinheiro, que seria o suficiente para tornar todos os brasileiros milionários, as riquezas estariam estimadas em R$ 200 tilhões, só a título de comparação, o Produto Interno Bruto – PIB do país é de R$ 20 trilhões.

Ratanabá fato ou boato?

Diante de inconsistência, faltas de provas, Ratanabá até o momento mais parece com lenda, ficção, a confirmação da sua existência evidenciaria um civilização antiga extremamente avançada, isso seria motivo suficiente para reescrever a história mundial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo