Cotidiano

Queiroga anuncia 50 milhões de doses de vacina com IFA da China

O Brasil vai receber insumos da China para a Fundação Oswaldo Cruz produzir 50 milhões de doses da vacina da AstraZeneca contra covid-19, no âmbito do acordo de transferência de tecnologia do imunizante assinado nesta terça-feira (1º) entre a Fiocruz e a empresa, segundo o Ministério da Saúde.

O acerto formalizado em ato com a presença do presidente Jair Bolsonaro vai garantir um fluxo de imunizantes da AstraZeneca até que todo o processo de transferência de tecnologia entre as partes seja concluído, o que está previsto para ocorrer em outubro.

A partir daí, o contrato prevê que outras 60 milhões de doses da vacina da AstraZeneca serão totalmente fabricadas no Brasil, com insumo farmacêutico ativo (IFA) produzido no país.

“Tenho imenso prazer em anunciar a assinatura do contrato da Fiocruz para o fornecimento de aproximadamente 50 milhões de doses com lotes de IFA da China para a população brasileira, ampliando ainda mais a capacidade do nosso Programa Nacional de Imunização e garantindo que a nossa população estará imunizada dentro do mais curto espaço de tempo possível”, disse.

No evento de assinatura da transferência de tecnologia, que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro, Queiroga chamou a parceria de exitosa e destacou que o chefe do Executivo, desde o início, deixou claro que o compromisso é promover a saúde e manter a economia, frisando que o binômio saúde-economia é “indissociável”.

“Nosso objetivo é oferecer até o final do ano imunização para toda a população brasileira”, disse Queiroga.

R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo