GeralNotícias

Quase um milhão de caranguejos uçás são encontrados mortos em praia paulista

Milhares de caranguejos amanheceram mortos nesta terça-feira (8) na beira do mar e despertaram a curiosidade de moradores e turistas que passavam pela praia de Itaguaré, em Bertioga, no litoral de São Paulo. De acordo com alguns moradores, o fenômeno começou a acontecer no último sábado (5). Segundo a Guarda Ambiental, cerca de 1 milhão de animais podem ter ido para a praia. A bióloga Mylene Lyra, chefe do setor de fauna e flora de Bertioga, foi até o local para analisar a situação. Segundo ela, os animais são machos, fêmeas e filhotes da espécie uçá. Ela explica que a chuva intensa que atingiu a região há três dias trouxe muita água doce para os manguezais. Como os crustáceos vivem em água salobra, eles procuraram o mar. “Baixou a salinidade nos manguezais. Esse fenômeno acontece algumas vezes no litoral por causa das chuvas intensas. Os caranguejos saem das tocas, por conta da baixa salinidade e procuram a água salgada do mar”, explicou a profissional, em entrevista ao G1. Ela conta que eles são, consequentemente, trazidos para a praia. Grande parte morreu na areia porque não resiste ao forte calor presente na região. Nos manguezais, eles são protegidos pelas árvores. Uma equipe de operações ambientais da Secretaria de Meio Ambiente de Bertioga começou a fazer o resgate dos caranguejos. Desde domingo (6), os guardas ambientais recolhem os animais vivos. As fêmeas, principalmente aquelas que estão com ovos e prestes a ter novos filhotes, têm prioridade. “Pegamos primeiro as fêmeas para elas estarem se desenvolvendo, reproduzindo”, explica a bióloga. Os crustáceos são colocados em caixas, que têm a capacidade de receber de 200 a 300 caranguejos. Até a tarde desta terça, quase quinze saíram cheias. O fenômeno ambiental atraiu uma série de moradores e turistas da região que ficaram impressionados com a quantidade de caranguejos na praia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo