Cidades

Qual é o jeito certo de usar papel higiênico? Atitudes erradas põem a saúde em risco

uso-papel-higienicoDepois de fazer xixi, apenas o uso de papel higiênico é suficiente para limpar a região íntima feminina. No entanto, algumas escolhas equivocadas do produto e até práticas erradas adotadas na hora de usar o vaso sanitário podem pôr a saúde em risco. Fique atenta às dicas, e se assegure tomando atitudes que podem prevenir lesões, machucados e evitar a proliferação de bactérias.

Cuidados com papel-higiênico:

Na hora da comprar

Prefira as opções de papel higiênico branco e sem perfume. Papel higiênico colorido ou perfumado é tratado quimicamente e, por isso, pode causar irritação e alergia em pessoas sensíveis. Além de coceira, fissuras externas, ardor e dor. As versões muito ásperas também podem machucar, propiciando a entrada de microorganismos oportunistas que podem até favorecer corrimentos.
Leia também
Mulher chama atenção com ‘terceiro seio’ nas costas
Saiba como se prevenir de hemorroidas
Liga Sul-Minas é criada, mas precisa de aval da CBF para ser incluída no calendário

Na hora de limpar

Depois de urinar, a mulher pode somente usar papel higiênico para higienização. Ele deve ser passado da vagina em direção ao ânus, sempre neste sentido, para que não haja a contaminação com as bactérias provenientes do intestino. Usando o papel higiênico sempre de frente para trás, você evita que os germes presentes nas fezes entrem em contato com sua uretra e causem uma infecção do trato urinário.
Ao limpar o ânus, após defecar, o ideal é que a higienização seja feita com água. Se isso não for possível, deve-se tomar cuidado para que a limpeza com papel higiênico seja suave, sempre de frente para trás, para não carregar germes da região anal para a vagina. O ato de pressionar demais ou esfregar com força, pode levar a pequenas escoriações na região, que podem ter piores complicações.
Fumar aumenta riscos de hemorragia cerebral em mulheres hipertensas

E na hora de sentar?

Muitas mulheres recorrem ao papel higiênico para forrar o vaso de banheiros públicos, com intuito de se protegerem de contaminações. Segundo o microbiólogo Jason Tetro, autor do livro “The Germ Code: How to Stop Worrying and Love the Microbes” (O código dos germes: Como parar de se preocupar e passar a amar os micróbios, em tradução livre), não há risco de contrair uma infecção. O motivo para isso não é a ausência de bactérias no vaso, ele está repleto delas, mas sim a ausência de uma porta de entrada no seu corpo para elas. Por este motivo, é sempre bom evitar escoriações causadas pelo mau uso do papel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo