GeralPolítica

PT reconhece decisão no 2º turno das eleições presidenciais e defende mudanças no governo

PT - REUNIÃONo documento discutido no último sábado (20) durante reunião do diretório nacional, em Brasília, o PT defendeu a reforma ministerial e ajustes na política econômica entre as prioridades para o segundo semestre do governo da presidente petista Dilma Rousseff. Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, a resolução prevê a continuidade dos protestos que mobilizaram o país em junho até 2014, ano da Copa do Mundo no Brasil e das eleições presidenciais. O partido entende que “nada indica que haverá refluxo das manifestações principalmente em ano eleitoral”. Já sobre a disputa do ano que vem, o comando do PT admite a realização de dois turnos na disputa pela Presidência da República. “Sabemos ter pela frente um período de intensa luta política e ideológica, incluindo aí dois turnos de eleições presidenciais, para governo, Senado, deputados federais e estaduais”, diz. No texto, a cúpula petista cobra a reaproximação dos movimentos sociais e mobiliza sua militância para recuperar a credibilidade da sigla e das instituições políticas, com a participação no “Grito dos Excluídos” no próximo dia 7 de Setembro e nas organizações programadas para a segunda jornada de lutas da juventude, em agosto deste ano. O documento cobra ainda que a mandatária brasileira faça um balanço de dez anos das ações do governo contra à corrupção, assim como o lançamento de um plano de combate ao crime. O texto ainda terá que ser aprovado e poderá sofrer modificações. A previsão é que ele recebe o aval dos petistas na próxima reunião da Executiva Nacional.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar