Cotidiano

PT exigiu cláusula de confidencialidade no contrato de marqueteiro de Lula

O Partido dos Trabalhadores exigiu a inclusão de uma cláusula de confidencialidade no contrato do marqueteiro responsável por comandar a campanha de Lula à presidência. Segundo apurou a coluna de Guilherme Amado, no portal Metrópoles, escalado para o cargo, o jornalista Augusto Fonseca não poderá conceder entrevistas ou manter contatos profissionais com a imprensa.

Tais informações foram confirmadas à publicação por petistas que fizeram parte das negociações. Ainda segundo a coluna, a contratação foi chancelada pelo jornalista Franklin Martins, que já foi secretário de Comunicação no governo Lula e agora voltou a cuidar da área dentro do PT.

Ele, de acordo com a publicação, assumiu funções antes desempenhadas pelo ex-deputado Jilmar Tatto, a exemplo da checagem de fake news nas redes sociais.

Bahia.ba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo