Política

PT discute não apoiar candidaturas de Maia e Jovair e lançar Paulo Teixeira

Como já sinalizado pelo deputado federal Nelson Pelegrino (PT-BA)  a bancada petista na Câmara discute a possibilidade de recuar nas negociações em torno da eleição para a presidência da Casa e não apoiar nenhum dos principais candidatos. Segundo informações da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, a decisão deve ser tomada na próxima terça-feira (31).

O objetivo é evitar mais desgaste interno, já que os dois postulantes tem ligação com o impeachment da presidente Dilma Rousseff: o atual presidente, Rodrigo Maia, é do DEM, um dos partidos mais atuantes durante o processo; Jovair Arantes (PTB-GO) era um dos principais aliados do deputado cassado Eduardo Cunha e foi relator do processo.

O PT estuda a possibilidade ainda de lançar candidatura solo, com Paulo Teixeira (PT-SP) cotado para assumir a função. “A probabilidade de apoiar o Rodrigo é menor.

O apoio a Jovair já foi maior, mas caiu também. André [Figueiredo, candidato do PDT] chutou nossa canela, atrapalhou bem”, afirmou o líder do PT, Carlos Zarattini (SP), em entrevista à Painel.

Com a candidatura de Teixeira, a legenda aposta no reforço do discurso do “golpe” e espera estimular Maia e Jovair a flexibilizar a negociação com a sigla.

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo