CidadesGeralPolítica

PT de Salvador reúne diretório para definir data de escolha de candidatura

A executiva do PT de Salvador convocou, nesta terça-feira (4), reunião do diretório municipal do partido para o dia 15 deste mês. Na pauta, a definição do método e calendário para escolha da pré-candidatura. 

“O tempo de campanha e pré-campanha é o único ativo democrático que todas as candidaturas possuem, precisamos aproveitá-lo melhor. Vamos vencer essa etapa e tão logo apresentar à cidade o tão aguardado nome que vai liderar o PT na disputa eleitoral”, destacou Ademário Costa, presidente do PT de Salvador.

O estatuto do PT permite que a escolha de candidaturas seja feita através de um Encontro Municipal, com voto direto dos delegados, ou através de prévias eleitorais, com voto direto de todos os filiados. O calendário de escolha de candidaturas do partido será aprovado na reunião da executiva nacional, na próxima sexta-feira (7), no Rio de Janeiro.

Segundo Ademário, o PT em Salvador já começou a formular também um calendário de debates para a construção de um programa de governo. A proposta é realizar debates setoriais, para reunir especialistas nas principais áreas de governo, bem como plenárias populares nos bairros, com a participação das bancadas de deputados, vereadores e pré-candidatos a vereadores. 

Quatro candidatos disputam a indicação do PT: a socióloga Vilma Reis, a secretária Fabya Reis (Sepromi), o ex-ministro Juca Ferreira e o deputado estadual Robinson Almeida. Além deles, o Governador Rui Costa e o senador Jaques Wagner indicaram Denice Santiago, major da Polícia Militar e criadora da Ronda Maria da Penha, para ser candidata pelo partido.

SOLLA DEFENDE DENICE

O deputado federal Jorge Solla (PT-BA) declarou, em Brasília, que a Major Denice será bem-vinda ao PT, caso venha ao partido com o objetivo de disputar internamente a candidatura à Prefeitura de Salvador. Pré-candidato até dezembro, quando retirou o nome da disputa, Solla avalia que Denice “também reúne predicados para liderar o projeto petista”.

“A Major Denice qualifica e amplia debate da candidatura do PT, porque agrega mais um ponto de vista. É alguém que lidera uma experiência na Segurança Pública muito bem-sucedida, a Ronda Maria da Penha, referência mundial na proteção de mulheres vítimas de violência. Se sua trajetória não é dentro de partidos políticos, sua atuação sempre foi política. É extremamente virtuoso colocar-se defronte de uma instituição notoriamente machista com o propósito de melhorá-la”, destaca Solla.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo