Sem categoria

Professora Luciany diz que governo faz proposta indecente

Há muito que se discute a qualidade da educação brasileira, e uma prova cabal de que ela não vai bem foi à greve dos professores da rede estadual deflagrada há mais de sessenta dias e quase nada mudou no cotidiano da sociedade.

 

Todas às vezes em que o governador aparece em algum município para cumprir a sua agenda política, os manifestos são inevitáveis. Neste final de semana não foi diferente e a força policial precisou intervir desnecessariamente, pois não há registros de que as manifestações dos professores são agressivas.

 

Para a professora Luciany Nery de Mutuípe, o que os professores querem não é somente a equacionalização dos salários e sim melhores condições de trabalho. “O que mais a gente reivindica é a qualidade do ensino que perpassa pelo exemplo, pelos valores, que nós damos aos nossos alunos”, ressaltou.

 

“Nós como educadores não podemos ficar de braços cruzados, aceitando as propostas indecentes que são nos dadas pelo governo”, enfatizou. Em relação á outras categorias, o professor é quem recebe o menor salário.

“O professor é o menos valorizado quando comparamos com outras categorias. Ele não é respeitado e é tratado indignamente”, finalizou. Criativa On Line

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo