Justiça

Procurador solta pum durante sessão virtual e pede desculpas: ‘ queiram me perdoar’

Mais uma cena inusitada durante os julgamentos virtuais foi registrada durante a pandemia do coronavírus. Desta vez, o caso aconteceu em uma sessão por videoconferência do Tribunal de Justiça do Mato Grosso (TJ-MT). Por descuido, o procurador Paulo Padro esqueceu o microfone ligado e soltou um pum.  

O acontecimento ocorreu enquanto o advogado Bruno Boaventura fazia uma sustentação oral. Após o episódio, o procurador se desculpou pela “deselegância”. “Teve dois momentos que eu me descuidei com o microfone. Se, por acaso, eu fui deselegante ou causei mal estar, queiram me perdoar, por favor”, disse durante a sessão. 

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar