Cotidiano

Primavera chega com tempo quente e seco na maior parte do estado baiano

FLORES - PRIMAVERANo primeiro final de semana da primavera não são esperadas mudanças significativas nas condições do tempo em praticamente todo o Nordeste brasileiro. A primavera é uma estação de transição entre o inverno (frio e seco) e o verão (quente e chuvoso) e, por isso, apresenta características de ambas as estações. No início, ainda se registram baixas temperaturas e poucas chuvas, mas, a partir da segunda metade, as temperaturas aumentam gradativamente e se tornam mais frequentes as pancadas de chuvas. Na Bahia, em algumas regiões, a exemplo da Chapada Diamantina e Sudoeste, são registradas baixas temperaturas, sobretudo, na primeira metade da estação.

Em relação às chuvas, estas, normalmente, têm início no mês de novembro, principalmente, na faixa centro-oeste e sul do estado, devendo se intensificar com a aproximação do verão no mês de dezembro. Para esse início de estação, a massa de ar quente e seco continua predominando em todo o estado, onde mantém o céu ensolarado e com temperaturas elevadas. No entanto, são nas regiões Oeste, São Francisco e Norte, onde este sistema atua com mais intensidade. Além de contribuir para elevação nas temperaturas (com máximas podendo atingir os 39°C), também colabora para a redução nas taxas de umidade do ar, que poderão chegar aos 20%, o que torna-se prejudicial à saúde.

Leia mais

53% das mulheres iniciaram a vida sexual entre 16 e 18 anos

Bíblia de Lutero de 1634 é encontrada em blitz na Alemanha

Após acordo de divórcio, homem dá soco em ex-mulher em fórum de Luís Eduardo Magalhães

Pois, segundo a Organização Mundial de Saúde – OMS, o ideal para o conforto humano é de, no mínimo, 60%. Com tais condições, é recomendada uma hidratação contínua, como ingerir água, suco, bem como evitar a prática de atividade física no período mais crítico, que vai das 10h às 18h. Com essa previsão de tempo quente e seco, somada à vegetação já ressecada, aumenta o risco de ocorrência de novos focos de queimadas nessas áreas, ou, até mesmo, intensificar aqueles já existentes.

Assim, mantém-se o alerta quanto à utilização do fogo nas atividades de campo, principalmente, na preparação do solo para o próximo plantio e/ou renovação de pastos para os animais, já que, uma simples ponta de cigarro ou uma faísca pode dar origem a uma grande queimada, o que pode trazer grandes prejuízos para a região. Para as demais regiões, a previsão é de céu parcialmente nublado a claro.

Ainda assim, nas localidades mais próximas ao litoral (que inclui a cidade de Salvador e região metropolitana), a umidade vinda do Oceano Atlântico ainda pode trazer chuvas fracas e passageiras. Mesmo assim, as temperaturas permanecerão elevadas, com valores variando entre 18°C (no Sul e Recôncavo) e 34°C (no Nordeste). Já nas regiões da Chapada Diamantina e Sudoeste, onde ainda são esperadas as menores temperaturas do estado (mínimas de até 15°C), há poucas chances de ocorrer chuvas.

Maré – Para o período entre esta sexta-feira (25/9) e domingo (27/9), a maré deverá atingir sua altura máxima entre 1h e 3h e entre 13h e 15h, com valores variando de dois a três metros. Já as alturas mínimas deverão ser registradas no período entre às 7h e 9h e entre 19h e 21h, com valores variando de 0,1 a 0,3 metro. As ondas previstas para esse período deverão ter agitação fraca, com altura máxima podendo chegar a 1,5 metro. (Tribuna da Bahia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo