Entretenimento

Preta Gil fala do pai: ‘É o perdão em pessoa’

A cantora Preta Gil falou sobre o período da ditadura militar no programa Encontro com Fátima Fernardes, na manhã desta terça-feira (4). Ela comentou sobre o tempo em que o pai, Gilberto Gil, ficou preso em um quartel-general. “Encontrei com um general, que falou: ‘Conheci seu pai quando ele estava preso aqui. Adorava ele, tocava música pra gente na hora do banho de sol’. Fomos almoçar [ela e Gil] e comentei. Ele disse: ‘ah, deve ser o cabo não sei quenzinho. Eles eram muito legais comigo’. Ele não guarda mágoa nenhuma”, revelou.

Preta declarou ser diferente do estilo tranquilão do pai. “É muito difícil perdoar uma pessoa que humilha, diminui as pessoas, que se acha superior, por ser rico, branco, de uma religião, e [que considera] o outro, por ser diferente, menor. É uma coisa entranhada, é difícil você mudar. É uma questão de educação”, confessou. Segundo ela, o pai é “muito zen, é o perdão em pessoa”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo