Cotidiano

Presidente da TWB diz que cobrará R$ 196 milhões em caso de ruptura

O presidente da TWB Bahia, Reinaldo Pinto, afirmou que, em caso de ruptura entre o governo estadual e a concessionária responsável pela operação do sistema ferry boat, pretende cobrar os R$ 196,3 milhões que acredita ter direito. “O povo baiano vai ter este prejuízo porque obviamente a TWB vai cobrar isso, direta ou indiretamente”, disse o presidente da empresa em entrevista ao jornal A Tarde. Nesta terça-feira (11), ele esteve presente à reunião ocorrida na Comissão de Infraestrutura da Assembleia Legislativa, que terminou sem acordo entre o governo e a concessionária. Também presente ao encontro, Eduardo Pessoa, diretor-executivo da Agerba – agência reguladora do transporte – avisou que não qualquer possibilidade de acerto com a TWB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo