Slide

Presidente da ASPRA informa que policiais do 14º BPM em S. A. de Jesus podem ser presos e demitidos

PRISCO - STUDIOOs policiais Militares da Bahia que participaram do sistema de greve no estado poderão ser presos e demitidos do Comando Geral por determinação do Governo do Estado.

Em entrevista a uma emissora de rádio, o presidente da ASPRA (Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia) e deputado Marcus Prisco, informou que o Comando geral da Polícia Militar na Bahia abriu novos prosseguimentos administrativos onde decretam a prisão e até a demissão dos Militares envolvidos nas greves de 2012 e 2014, “o Governo está punindo os policiais, passando por cima de tudo descumprindo o acordo formado”, disse. Segundo Prisco, grande parte dos Policias fazem parte do 14º BPM (Batalhão da Polícia Militar) em Santo Antônio de Jesus iniciando a lista o vereador Sargento Vinicius (PSD) que é vereador do município.

Leia mais

Nasce primeiro filho dos ex-BBBs Fernando e Aline

Troca de fornecedora: Umbro já desenhou uniformes do Bahia, diz coluna

Hernane crê em título baiano e pede o apoio do torcedor na Arena Fonte Nova

Caso seja feito o cumprimento de prisão e demissão dos policiais, o presidente da ASPRA afirmou que durante o processo os envolvidos terão defesa do jurídico da associação, “a punição desses policias é apenas para inflar o ego de algumas autoridades. É uma falta de respeito com a categoria que apenas lutava e luta por seus direitos que é melhor condição de trabalho e salários dignos”, colocou.

Voz da bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo