Cidades

'Precisamos de leis mais eficazes' diz secretário de segurança em coletiva

mauricio barbosa midia bahiaO secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, criticou o sistema penal do país, durante coletiva realizada na manhã desta quarta-feira (2), para apresentar detalhes do assassinato da estudante de medicina Mariana Oliveira Teles, ocorrido no último sábado (29). “Nós precisamos de leis mais eficazes, nós precisamos de processos mais céleres e de que determinadas pessoas fiquem presas. Nós não podemos assistir pessoas que estão saindo pela porta da frente da cadeia cometerem um delito grave como esse, menos de 20 dias depois de ter saído da prisão”, afirmou o secretário.

O suspeito de atirar na estudante, Gilmário Alves dos Santos, é ex-presidiário e estava solto há 25 dias.
“Foi uma tristeza saber que o autor disparo tinha sido preso e estava há 25 dias nas ruas aproximadamente. Gilmário tinha mais de oito passagens pela Justiça por diversos crimes contra patrimônio. A última prisão por oito meses foi por tráfico. Ele saiu não por condenação, mas por excesso de prazo”, disse Maurício Barbosa.
Através de nota, o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) disse que não ia comentar a soltura do acusado de matar a estudante, porque o órgão não tem nenhuma interferência nas decisões dos juízes.
Já para João Apolinário, vice-coordenador do Observatório da Segurança, o sistema penal é apenas um dos fatores que contribuem para o aumento da violência. “No momento Salvador precisa de mais policiamento, precisamos que melhore o sistema penitenciário, a partir da criação do sistema aberto com o referenciamento das tornozeleiras eletrônicas, e de uma ação mais contundente da sociedade para cobrar dos gestores públicos que providências mais enérgicas sejam tomadas””, diz.
Da última sexta-feira (29) até esta quarta (2), a polícia registrou em Salvador e região metropolitana 32 homicidos, 11 roubos a ônibus e 28 carros roubados.
Leia também
Coordenador da Coorpin de S. A. de Jesus comenta sobre assalto ocorrido na cidade de Ubaíra e transferência de delegados
UFRB prorroga inscrições para professor efetivo no Campus de Amargosa
Investimento de Dilma em saúde entre janeiro e julho cai 32%
Em um programa de rádio, o governador Rui Costa afirmou que a quantidade de homicídios diminuiu no estado, se comparado 2014. “Nós, até o mês de julho, e agosto deve manter isso, conseguimos reduzir em todas as regiões do estado o número de homicídios, se comparado ao de ano de 2014. Mas os últimos acontecimentos aqui em Salvador e no interior acenderam a luz amarela, para que nós possamos intensificar as ações de prevenção e de repressão, para não permitir que o número de homicídios cresça”, destacou Rui (G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo