Cotidiano

Pré-candidaturas internas demonstram força do partido, diz presidente do PT em Salvador

O presidente do PT de Salvador, Ademário Costa, afirmou que as cinco pré-candidaturas internas até aqui anunciadas para disputar a sucessão do prefeito ACM Neto (DEM) evidenciam a “centralidade” do partido no processo eleitoral deste ano.

Para Costa, o que alguns aliados veem como uma “indefinição” trata-se de uma demonstração de “força” da sigla petista, se comparado o pleito de 2016, quando a deputada Alice Portugal (PCdoB) foi a escolhida da chapa majoritária encabeçada pelo governador Rui Costa.

“O partido não tem um nome resolvido de quem será esse candidato ou essa candidata, mas o partido tem candidatura. Na verdade, o que está acontecendo no PT de 2020 é um movimento completamente diferente do PT de 2016. O PT de 2020 está com tanta força, que nós temos cinco companheiros se colocando aí como pré-candidatos e pré-candidatas do PT.  Além de tudo, há alternativas políticas que aparecem dentro da base do governo, e o governo olha com carinho especial para que essas alternativas se consolidem dentro do PT”, declarou Ademário em entrevista ao Política na Mesa, programa exibido na quinta-feira (10) pelo canal da TV Câmara no YouTube.

“O diferente do outro movimento, que foi de o PT não ter candidatura, de renunciar a candidatura e ser vice naquela chapa com o PCdoB, é que nesse momento a gente assiste o PT tendo a centralidade de se constituir como a principal liderança da base do governo na eleição de 2020 aqui em Salvador”, afirmou o dirigente.

O ex-ministro Juca Ferreira, o deputado estadual Robson Almeida, a socióloga Vilma Reis, o vereador Moisés Rocha e a secretária estadual de Promoção da Igualdade Racial, Fabya Reis, são os nomes da sigla petista que, por ora, estão no páreo.

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar