Cidades

Policial atira na cabeça do outro dentro de viatura no Recife

policial mata outro em recifeNa manhã deste domingo (30), dois policiais se envolveram numa discussão e um atirou na cabeça do outro ainda dentro da viatura. O crime aconteceu no bairro de Apipucos, na Zona Norte do Recife, e uma terceira pessoa, uma soldada, foi testemunha do caso. A vítima, Cabo Adriano Batista da Silva, morreu após ser encaminhada em estado grave ao Hsopital da Restauração, no Derby, área central do Recife.
Os três policiais faziam parte do 11º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e estavam realizando o policiamento ostensivo motorizado quando o crime aconteceu. A vítima era o comandante da viatura e tinha cerca de dez anos de serviço.
O soldado da PM que efetuou o disparo, identificado como Flávio Oliveira, está detido numa cela do batalhão, em Casa Forte, onde também se encontra a soldada que testemunhou o crime e está em estado de choque. As primeiras informações dão conta que o dois policiais estavam discutindo sobre questões relacionada as cotas raciais desde o início do plantão e, no no fim do serviço, a briga se intensificou.
Veja também
Concurso: 1,8 mil vagas são abertas nesta semana pagando até R$ 26 mil
Alérgica a wi-fi, mulher recebe na Justiça direito de ganhar R$ 3 mil por mês
Polícia Militar prende dupla acusada por porte ilegal de arma em S. A. de Jesus
Em nota oficial, a Polícia Militar de Pernambuco se posicionou repudinado o ato violento: “O comando da PM repudia a forma assustadora e violenta em que ocorreu o episódio. O comando reconhece que o crime não choca apenas a sociedade Pernambucana, como também os cerca de 20.300 policiais militares, valorosos homens e mulheres, que na causa da segurança pública dedicam suas vidas para proteger o cidadão em todo território estadual, envergando seus uniformes e patrulhando cada região de Pernambuco com suas mais de 1.000 guarnições lançadas diariamente.” Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo