Cotidiano

Polícia Federal deflagra operação na Bahia contra facção Bonde do Maluco

A operação é resultado de investigações realizadas entre os meses de fevereiro e dezembro de 2015.

A Polícia Federal deflagra na manhã dessa quarta-feira (13) a Operação Sapucaia, que tem o objetivo de desarticular organização criminosa conhecida como Bonde do Maluco, que tem como principal atividade ilícita o tráfico de entorpecentes. Estão sendo cumpridos 13 mandados de prisão preventiva em diversos municípios baianos e também no Mato Grosso do Sul. A operação é resultado de investigações realizadas entre os meses de fevereiro e dezembro de 2015. Durante esse período, foram apreendidas aproximadamente 6,5 toneladas de maconha.
Veja mais
Polícia prende membro da Facção Katiara em Amargosa
Com drogas vindas do exterior, fornecedor da facção Katiara é o mesmo do PCC; entenda o caso
Polícia prende homem suspeito de matar ‘vaqueiro’ na Lagoa das Flores em Vitória da Conquista
A maior apreensão realizada no curso da operação ocorreu no dia 11 de maio do ano passado, no município de Correntina, na Bahia, onde foram apreendidos 3.740 kg da droga, que estavam sendo transportados em um caminhão escoltado por dois “batedores”. Naquela oportunidade foram presos os principais chefes da quadrilha, além de outros dois traficantes. Como muitos dos investigados foram presos no decorrer das investigações, a maioria dos mandados está sendo cumprida nos próprios presídios aonde estão recolhidos.
 
A quadrilha é liderada por um conhecido assaltante de bancos do estado, que atualmente encontra-se radicado na cidade de Coronel Sapucaia, no Mato Grosso do Sul, fronteira com o Paraguai, razão pela qual a operação foi batizada Sapucaia. De lá o grupo mandava grandes quantidades de entorpecentes para abastecer o tráfico na Bahia, segundo a polícia. Os envolvidos serão indiciados pela prática dos crimes previstos nos artigos 33 e 35 da lei 11.343/06 (Lei de Drogas) e ficarão à disposição da Justiça Estadual.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo