CidadesMutuípe

Polícia é chamada após idoso morrer em ambulância do SAMU e médico do Hospital de Mutuípe se negar em atestar o óbito

Um homem de 69 anos foi levado pelo SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, para o Hospital de Mutuípe, e ao chegar na unidade, o médico plantonista se recusou em receber a vítima já em óbito, sendo necessário acionar a polícia.

Segundo informações da polícia, o idoso sofreu um mal súbito na praça e morreu alguns minutos depois, na manhã deste domingo (22), por volta de 10h.

O agente da Polícia Civil Josaphá esteve no hospital, em seguida a Polícia Militar, mas não perceberam sinais de violência, ou seja não era um caso de polícia e sim um caso de saúde pública.

Até as 11h, socorristas do SAMU e a equipe do HCCR – Hospital Clélia Chaves Rebouças ainda não haviam chegado a um entendimento sobre o que fazer com o caso.

A redação não conseguiu falar com a direção do HCCR para justificar o entendimento adotado pelo profissional médico.

Em nota ao Hospital Clélia Chaves Rebouças disse:
O paciente não foi a óbito na ambulância do SAMU, ele foi encontrado já em óbito em uma Zona Rural (não na praça). Nesses casos temos como direito acionar a Policia para analise do caso. Em nenhum momento a direção do Hospital foi procurada para esclarecimento.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo