Geral

PMDB terá candidato à Presidência da República em 2018, diz Eduardo Cunha

DILMA E TEMMERVice do PT em duas eleições para presidente do Brasil, o PMDB trabalha para ter candidato próprio na eleição de 2018. Eduardo Cunha, deputado federal pelo Rio de Janeiro e líder do partido na Câmara dos Deputados, afirmou, em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (12), que “vê condições” para que isso aconteça. “Acho inevitável ter candidato na próxima eleição. Time que não joga não tem torcida”, brincou. A candidatura, de acordo com o peemedebista, não aconteceu em 2014 por respeito à posição de Michel Temer, vice-presidente na chapa de Dilma Rousseff (PT). “Não podemos tirar um direito que é dele de concorrer à reeleição”, afirmou. Ainda de acordo com Cunha, é possível acabar com a polarização PT-PSDB. “Todo mundo pode jogar campeonato. Os dois lados escolheram manter essa polarização porque mantém-os vivos. Vamos quebrar isso, mas com propostas”, apontou. Otimista, o parlamentar já quase se considera presidente da Câmara. “Não vejo forma do PT ganhar. O voto é secreto e qualificado”, apostou. Apesar de se encontrar com o governador Rui Costa nesta segunda, Cunha negou que irá pedir voto ao petista. “Nem vou pedir o apoio dele (Rui Costa). Agradeço a ele a gentileza de nos receber. Ele merece o nosso aplauso. Vou ser presidente da Câmara e ele governador, vamos conviver muito”, previu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo