Cidades

Pinheiro prega mudança e diz que 'marca' do PT está 'extremamente arranhada'

VALTER PINHEIRO - SÉRIOO senador Walter Pinhero (PT) analisou, em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia desta segunda-feira (2), os desafios políticos do Partido dos Trabalhadores diante do escândalo de corrupção na Petrobras e dos problemas de governabilidade no Congresso Nacional. Para Pinheiro, que está em seu quinto ano de mandato no Senado Federal, as denúncias e delações premiadas no âmbito da Operação Lava Jato, não devem atingir o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff (PT). Ele atribui a corrupção na Petrobras a pessoas que “agiam muito em seus nomes pessoais e buscando, inclusive, amealhar fortuna”. Na visão do petista, faltaram instrumentos de transparência na gestão da estatal para coibir a má gestão e as práticas criminosas. Questionado as sobre denúncias de que o PT teria recebido cerca de R$ 200 milhões dos cofres do esquema de corrupção, Pinheiro é evasivo e defende mudanças no sistema de financiamento de campanhas e na postura do próprio partido. “É preciso estabelecer outro nível de processo eleitoral, o que vai ajudar a banir essas situações. O PT vai ter que refazer o seu caminho para continuar sendo um partido que busque cada vez mais a questão da gestão pública; e o PT busque resgatar algo que sempre foi a nossa marca e que hoje eu diria que está extremamente arranhada”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo