Cidades

PF pede a prisão de Wagner, mas foi negado

Rio de Janeiro – O ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, participa da reunião do Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), no Windsor Guanabara Hotel. (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Solicitado pela Polícia Federal, o Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF1) negou pedido de prisão temporária contra o ex-governador da Bahia e atual secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner (PT), além do chefe da Casa Civil, Bruno Dauster.

A delegada da Polícia Federal, Luciana Matutino, afirmou, no entanto que não vai recorrer da decisão. A ideia inicial era a condução coercitiva, mas está suspensa por causa do Supremo Tribunal Federal.

Não houve pedido de afastamento dos secretários. Bahia.Ba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo