Cidades

PF faz operação na Bahia para combater fraude de R$ 220 milhões no Minha Casa Minha Vida

minhacasaminhvida-400x225A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (28) uma operação para combater um esquema de fraudes que desviou cerca de R$ 220 milhões da Caixa Econômica Federal através do programa habitacional ‘Minha Casa Minha Vida’. Cerca de 200 policiais federais cumprem mandados nos estados da Bahia, Alagoas, Pernambuco, Sergipe, Paraíba, e Rio Grande do Norte.

Ao todo, 11 donos de construtoras, cinco empregados da Caixa e quatro contadores foram conduzidos para prestar depoimento na sede da PF em Jaraguá, em Santa Catarina. Investigações da Operação Cabala apontam que empresas de construção civil construíram duas mil casas na cidade de Teotônio Vilela, em Alagoas, com recursos do Minha Casa Minha Vida e as venderam. “Os donos das empresas envolvidas ofereciam dinheiro para que as pessoas comprassem as casas e incluíssem essa vantagem indevida no valor venal dos imóveis”, diz nota da Polícia Federal.

Leia mais

Recém empossado na Educação, Pinheiro não combina resposta com Rui e defende novas eleições presidenciais

Supremo nega pedido de habeas corpus a Marcelo Odebrecht

Cunha reclama de ‘celeridade’ dos 2 novos inquéritos sobre ele

As construtoras prometiam pagar entre R$ 1 mil e R$ 3 mil aos compradores. Um conjunto habitacional em Teotônio Vilela foi depredado depois que as empresas não entregaram o dinheiro. Funcionários da Caixa também são investigados por liberarem financiamento imobiliário mediante vantagens indevidas para compradores que não preenchiam os requisitos de compra.

Os investigados podem responder pelos crimes de quadrilha, falsidade ideológica, uso de documento falso, corrupção ativa, corrupção passiva e estelionato qualificado.

BN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo