Cidades

PF conclui inquérito e acusa Rodrigo Maia de corrupção passiva e lavagem de dinheiro

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em inquérito da Polícia Federal, no âmbito da Operação Lava Jato.

O parlamentar teria defendido interesses das construtoras Odebrecht e OAS na Câmara e, em troca, solicitado doação de R$ 1 milhão para campanha, tendo como destino a candidatura do pai do deputado, César Maia, ao Senado, em 2014.

Dados obtidos pelo Jornal Nacional apontam que a doação ao ex-prefeito do Rio de Janeiro foi a maneira encontrada para esconder a origem da propina.

A relatório da PF aponta indícios de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Rodrigo Maia, no entanto, negou envolvimento.

BN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo