Cidades

Pelo terceiro ano consecutivo Jiquiriçá ficará sem carnaval em 2015

Foto: Blog marcos Frahm
Foto: Blog marcos Frahm
De acordo com informação passadas a redação do Mídia Bahia, Jiquiriçá poderá ficar sem Carnaval pelo terceiro ano consecutivo. Segundo O prefeito Waldemar Andrade (PR), a prefeitura até o momento não dispõe de recursos para realização dos os tradicionais festejos carnavalescos da cidade.
Em entrevista ao Blog Marcos Frahm, Andrade afirmou, que desde quando assumiu o cargo de chefe do Executivo há 2 anos,  reclama de dificuldades financeiras enfrentas pelo município, tendo cancelado o Carnaval em 2013 e 2014, disse que a sua pretensão é decidir pelo cancelamento do evento também em 2015.
Vamos fazer uma reunião, nos próximos dias, com a equipe da administração para uma definição. A pretensão nossa é cancelar, pois a prefeitura de Jiquiriçá está como as outras, enfrentando queda de receitas e com essas dificuldades não têm como uma prefeitura fazer festa. Estamos nos esforçando para não atrasar salários, para manter os serviços, mas se anunciarmos festa, não temos de onde tirar os recursos, o município é pequeno. O que podemos fazer é uma festa modesta no 2 de julho, que também é tradição”, disse o gestor.
Segundo o gestor, a realização da festa custaria aproximadamente R$ 200 mil reais aos cofres públicos, valor considerado por ele fora da ”realidade” do município. Waldemar afirmou que a medida impopular é para garantir o andamento da administração pública e revela não se preocupar com desgaste ou rejeição política ao cancelar a festa uma vez que a prioridade é honrar os compromisso.


 
Leia mais 
Bruna Marquezine curte a noite carioca com Marlon Teixeira
Após tentar desviar de Pálio, Fiat Strada perde controle entre Mutuípe e Jiquiriçá
Dupla gospel Mutuípense faz sucesso no Vale do Jiquiriçá.

2 Comentários

  1. As festas populares, de alguma maneira, compõem a identidade das cidades. Infelizmente há alguns anos Jiquiriçá está deixando que esses traços culturais se percam. Além disso, é também um meio de movimentar a economia da cidade.
    É necessário que haja mais engajamento e sensibilidade dos administradores para essas questões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo