Sem categoria

Pelegrino perde quatro minutos da propaganda no rádio para ACM Neto

A juíza Maria Verônica Moreira Ramiro Furtado, da 11ª Zona Eleitoral de Salvador, julgou procedente o pedido do candidato à prefeitura de Salvador, ACM Neto, contra o postulante Nelson Pelegrino (PT) por propaganda eleitoral ilegal. A juíza considerou que o conteúdo da peça veiculada em rádio pelo petista, no dia 26 de agosto, era “ofensivo e degradante” ao democrata. A magistrada determinou que a coligação perdesse o dobro do tempo, que corresponde a quatro minutos de programa utilizado para a “ofensa” no programa eleitoral gratuito subsequente. A propaganda tentou atribuir a Neto a autoria de derrubada de uma casa no bairro de Jardim das Mangabeiras. O vídeo afirmava que “o grupo de ACM” tentou expulsar a comunidade, “mas Pelegrino estava lá”. O petista teria se colocado a frente do trator para impedir a derrubada de uma casa de uma senhora doente que tinha uma criança de três meses no braço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo