Política

Pelegrino pede enquadramento de ACM Neto por crime de injúria

O candidato a prefeito da capital baiana pela coligação “Todos Juntos por Salvador”, Nelson Pelegrino, deu entrada, na tarde desta terça-feira (25), numa representação no Ministério Público Eleitoral para apurar crime na propaganda veiculada pela coligação “É hora de defender Salvador”, cujo candidato a prefeito é ACM Neto, que o incluiu no “Time do Mensalão”. Na representação, assinada pelo criminalista Maurício Vasconcelos, Pelegrino aponta o crime de injúria na propaganda da coligação adversária, previsto no art. 326 do Código Eleitoral, cuja pena é de até seis meses de detenção, ou pagamento de 30 a 60 dias/multa. O documento foi encaminhado ao procurador eleitoral, Sidney Madruga, que o distribuirá para um promotor, encarregado de fazer a análise do caso e definir se há indícios de que foi ferida a dignidade do candidato do PT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo