Geral

Pelegrino mostra insatisfação com acordos feitos com prefeito Humberto e que ainda não foram cumpridos

NELSON PELEGRINO 2O deputado estadual  Nelson Pelegrino  (PT)esteve em Santo Antônio de Jesus na última segunda-feira (01). Em entrevista ao repórter Reginaldo Silva, ele  falou da relação do PT com o prefeito Humberto Leite e  entre outros assuntos.  Nelson Pelegrino participou de uma reunião com os integrantes do partido na cidade para discutir a situação do CSU, a Delegacia Regional do Trabalho, a luta do 11 de Dezembro, a UFRB , o Hospital Regional e a Infraestrutura da cidade, além da  relação do PT com a atual administração.  “Sempre tenho procurado estar na agenda do município. Meu mandato está à disposição da cidade para ajudar o município de Santo Antônio de Jesus”, esclareceu.

O PT perdeu cargos importantes no município, a exemplo do DERBA e da  4ª Dires . O deputado explicou que há certo consenso entre os partidos que compõe a base aliada. ‘O PT não tem como preocupação central a questão dos cargos. A ocupação dos espaços se dão também  na proporção de suas representações políticas . O PT diminuiu sua representação política no município , isso teve reflexo nestes cargos”, explicou o deputado.

O partido compõe a atual administração de Santo Antônio de Jesus  a partir de um acordo  efeito na Câmara Municipal, no entanto,  na prática o PT não está inserido  dentro do governo municipal, sendo que existe a promessa de uma secretaria, que ainda não foi criada, pois a reforma administrativa não aconteceu..  Sobre isso, Nelson  ressaltou que cargo é uma decorrência, mas se há participação no governo, é necessário   trabalhar por ele. “Às vezes a ocupação de espaço  é a forma que temos para materializar isso. Já tem seis meses que o partido conversou com o prefeito Humberto Leite. Ele que procurou o PT e pediu que fizéssemos parte de sua base. Naquele momento foram feito alguns compromissos  e no ponto de vista do PT ainda não foram honrados , então, cabe ao prefeito definir qual a relação que quer ter com o partido. E o PT decidir qual sua relação com a atual administração”.

Nelson Pelegrino disse que pode até participar do diálogo, mas a decisão final é do prefeito. “Posso até ajudar na orientação. Se o partido não se sentir incluído no projeto, pode adotar uma postura de independência. Esta é uma das alternativas que está colocada na conjuntura.  Mas isso ainda será refletido”, afirmou. O deputado comentou o partido não determinou prazo para decisão  do prefeito, mas tudo tem seu limite.

Blog do Valente

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar