Política

Pelegrino diz que Bahia não voltará ao carlismo

Adversário do pré-candidato a prefeito de Salvador, deputado federal ACM Neto (DEM), apontou uma tentativa do PT de “impor um candidato contra a vontade do povo”. Nelson Pelegrino contra-atacou com um discurso sobre a árvore genealógica do rival. Em seu entendimento, a Bahia não pode voltar aos tempos de arrocho salarial do servidor público vivido na época do carlismo que, segundo ele, entre 1991 e 1994, reduziu em 30% o poder de compra do funcionalismo. “Estranho o deputado ACM Neto falar da relação de Salvador com o governo estadual porque, no tempo do carlismo, eles impuseram ao município a condição de mera secretaria especial, sem qualquer autonomia, o que não voltará a ocorrer. Ele parece desconhecer que a situação financeira da cidade não a permite rejeitar ajuda da União e do estado na execução dos grandes projetos estruturantes que precisam ser executados. Aliás, não me surpreende este desconhecimento da situação de Salvador. Ele fica o tempo toda na Corte, em Brasília, e não sabe o que se passa aqui, não conhece nada a cidade”, analisou o petista. A declaração do prefeiturável aconteceu durante um encontro com cerca de 80 lideranças comunitárias de Salvador, ligadas a Carlos Moura de Albuquerque (Cacau), no Centro Empresarial Iguatemi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo