Mutuípe

Pedro Tavares quer sensibilidade do governo com Hospital de Mutuípe

IMG_5612A atual situação do Hospital e Maternidade Clélia Chaves Rebouças, em Mutuípe, foi tema de audiência pública nesta terça-feira (15), na Comissão de Saúde e Saneamento da Assembleia Legislativa da Bahia. Além da falta de equipamentos, a instituição vem amargando alguns prejuízos por conta da falta de repasses financeiros do governo estadual.
Presente na Comissão, o deputado estadual e líder do PMDB, Pedro Tavares manifestou apoio à causa e pediu sensibilidade por parte do Executivo com a situação delicada da instituição.”Mutuípe é uma cidade aliada ao governo estadual e ainda assim não tem a devida atenção na área de saúde. É preciso ter uma posição concreta, pois essa não é a primeira vez que esse debate acontece. Não se pode prestar um serviço se não existe a segurança quanto ao recebimento dos recursos no prazo estabelecido. A população não pode sofrer e o hospital não pode levar a culpa. Espero que o governo resolva logo essa situação e o povo de Mutuípe tenha uma serviço de saúde de qualidade”, destacou o parlamentar.
Veja também
“As pessoas deveriam começar a trabalhar ou estudar às 10h da manhã”, aponta pesquisa
Vitória goleia Mogi Mirim na Arena Fonte Nova e continua no G4
PF corrige informação e Capetinha é indiciado por seis crimes
A Associação de Proteção à Maternidade e à Infância de Mutuípe (APMIM) assumiu a administração do hospital em março de 2015. Desde então, foram adquiridos medicamentos, alimentação e materiais a fim de manter o local em pleno funcionamento. No entanto, a APMIM não dispõe mais de crédito e agora está devendo aos médicos, prestadores de serviços e fornecedores. Segundo a presidente Clélia Maria, o Estado só realizou o primeiro repasse no final de junho. “Ficamos 103 dias sem receber nenhum recurso e mantendo o hospital em funcionamento”, denunciou.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo