Política

Partido Liberal lança candidatura de Bolsonaro à reeleição

O Partido Liberal (PL) lançou a candidatura do presidente Jair Bolsonaro à reeleição neste domingo, 24. O evento ocorreu no ginásio Maracanãzinho, na zona norte do Rio de Janeiro, berço político do chefe do Executivo.

A legenda reuniu 12 mil pessoas vestidas de verde e amarelo. O evento começou às 11h, com a presença de Bolsonaro, de aliados políticos, da primeira-dama Michelle Bolsonaro e do ex-ministro Walter Braga Netto, seu vice.

Inicialmente, os ingressos para a convenção foram disponibilizados gratuitamente em um site. O PL, contudo, precisou cancelar inscrições, visto que a deputada Tabata Amaral liderou um movimento de sabotagem ao evento.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP) disse que vai acionar o Conselho de Ética da Câmara contra Tabata.

Principais pontos da convenção

A primeira a falar foi a primeira-dama Michelle Bolsonaro, que discursou por 13 minutos. “Vocês estão aqui apoiando um projeto de libertação da nação”, disse Michelle. “Há quatro anos, passamos por essa experiência e não tínhamos ideia do que íamos enfrentar, não tínhamos ideia do que estava por vir. Essa nação é rica, é próspera. Ela só foi mal administrada. Deus ama essa nação.”

Na sequência, Bolsonaro falou para a plateia: “Quando se fala em poder do povo, alguém acha que o povo cubano não quer a liberdade? Tem? Não. Como chegar a esse ponto? Por escolhas erradas (…) A nossa missão é não atrapalhar a vida de vocês. É, cada vez mais, tirar o Estado de cima de vocês. Estado forte, povo fraco. Povo forte, Estado forte.”

Bolsonaro defendeu ainda diálogo com jovens de esquerda, para entenderem que estão seguindo o caminho errado. O presidente advertiu ainda para os males do comunismo. “Vejam o que está acontecendo com a nossa Argentina”, alertou.

“Nós somos maioria, nós somos do bem, nós temos liberdade para lutar pela nossa pátria”, disse Bolsonaro, ao defender as liberdades de expressão e de imprensa. “Convoco todos vocês agora, para que todo mundo, no 7 de setembro, vá às ruas pela última vez”, disse, sendo ovacionado com uma trilha sonora ao fundo.

Lista de personalidades no palco com Bolsonaro

  1. Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL);
  2. Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga;
  3. Ministro da Justiça, Anderson Torres;
  4. Ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira;
  5. Ex-ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas (Republicanos-SP);
  6. Ex-ministro da Cidadania João Roma (PL-BA);
  7. Ex-ministro da Ciência e Tecnologia Marcos Pontes (PL-SP);
  8. Ex-ministra da Secretaria de Governo Flávia Arruda (PL-DF);
  9. Ex-ministro do Trabalho e da Previdência Onyx Lorenzoni (PL-RS);
  10. Ex-ministro do Turismo Gilson Machado (PL-PE);
  11. Ex-ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Tereza Cristina (PP-MT);
  12. Advogado da família Bolsonaro, Frederick Wassef;
  13. Ex-presidente da Fundação Cultural Palmares Sérgio Camargo;
  14. Governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro (PL);
  15. Vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Reinehr (PL);
  16. Ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda (PL);
  17. Senador e ex-presidente da República Fernando Collor (PTB-AL);
  18. Senador Wilder Morais (PL-GO);
  19. Senador Wellington Fagundes (PL-MT);
  20. Senador Marcos Rogério (PL-RO);
  21. Deputado Filipe Barros (PL-PR);
  22. Deputado Major Vitor Hugo (PL-GO);
  23. Deputada Bia Kicis (PL-DF);
  24. Deputado Bruno Engler (PL-MG);
  25. Deputado Hélio Lopes (PL-RJ);
  26. Deputada Aline Sleutjes (Pros);
  27. Deputada Major Fabiana (PL-RJ);
  28. Deputado Carlos Jordy (PL-RJ);
  29. Deputada Carla Zambelli (PL-SP);
  30. Deputado Coronel Chrisostomo (PL-RO);
  31. Deputado Otoni de Paula (MDB-RJ);
  32. Ex-prefeito de Itabaiana Valmir de Francisquinho (PL-SE).

Candidatura de Bolsonaro à reeleição já foi aprovada

A reunião dos filiados do PL para aprovação da candidatura começou antes de Bolsonaro subir ao palco. O encontro ocorreu no início da manhã, por meio de uma plataforma virtual fechada do partido.

Integrantes do partido com dificuldades para votar tiveram três locais à disposição: a sede do PL em Brasília; a sede em São Paulo; e o ginásio em que o ato de oficialização da candidatura de Jair Bolsonaro ocorrerá, no Rio.

Assista ao evento

Revista Oeste

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo