Política

Partido da Mulher Brasileira altera nome para Brasil 35; legenda pode abrigar Bolsonaro em 2022

O Partido da Mulher Brasileira (PMB) alterou seu nome para Brasil 35 na manhã deste sábado (24), durante convenção da legenda realizada no Rio de Janeiro. De acordo com informações do jornal O Globo, o estatuto do partido também foi modificado.

Embora existam conversas para que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se filie até as eleições presidenciais de 2022, a presidente nacional da legenda, Sued Haidar, diz que as mudanças não foram influenciadas pela busca do chefe do Executivo por um novo partido.

Após romper com o PSL em novembro de 2019, Bolsonaro tentou criar o Aliança pelo Brasil, mas a demora no processo de coleta das 492 mil assinaturas necessárias para a obtenção do registro definitivo junto à Justiça Eleitoral fez o presidente procurar alternativas. 

À publicação, Haidar admitiu que existiram contatos com o presidente e com o senador Flávio Bolsonaro, um de seus filhos. Contudo, também pondera que o diretor nacional vinha pensando nestas atualizações desde 2017, após ter obtido o registro definitivo da legenda. 

“Houve, sim, uma conversa com o presidente. E tem que existir diálogo. A gente continua conversando com todos os partidos. Vamos caminhando aí. O partido não tem que entrar numa bola dividida que não é nossa. Foi uma conversa muito tranquila, de discussão da questão das pautas necessárias, que foram várias, por exemplo, a questão da saúde, educação. E da possibilidade de o presidente vir foi feita da forma que ele deve ter procurado conversas com outros partidos. Não foi só com a nossa equipe”, disse.

Bnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo