Geral

“Paradinha bancária” é a modalidade da vez dos assaltantes de banco

11427241_784926164959525_6639063662345463632_nCriminosos colocam tarjeta de alumínio idêntica a do caixa eletrônico no local de retirada de dinheiro. Ao tentar sacar, o valor fica emperrado.

Se já não bastassem as saidinhas e chegadinhas bancárias, os assaltantes de banco criaram uma nova modalidade para roubar: a “paradinha bancária”. Os criminosos colocam uma tarjeta de alumínio igual a do caixa eletrônico no local de retirada de dinheiro. Ao tentar sacar, o valor fica emperrado. Então, quando a pessoa desiste de sacar a quantia, eles retiram a tarjeta, pegando o dinheiro que ficou preso.
De acordo com o inspetor Valdez, da Delegacia de Roubos e Furtos de Fortaleza, esse é um golpe antigo, que vez por outra volta à tona com uma quadrilha diferente. Segundo o inspetor, os bandidos chegam a adulterar todo o caixa eletrônico. “Já tiveram casos que eles colocam um terminal de telefone falso, e quando a pessoa liga para o número, quem atende é alguém da quadrilha que passa procedimentos falsos. Muitas vezes vem pessoas de fora do Estado aplicar esse golpe aqui”, explica.
Nesses casos, o inspetor alerta que o usuário deve ligar imediatamente para o banco e pedir orientações. “No caso do banco, deve esperar que venha alguém da manutenção. Caso demore muito, é recomendado entrar em contato imediatamente com a polícia, pois provavelmente os responsáveis pela ação criminosa estão nas redondezas apenas esperando”, ressalta.
Relato do golpe no Facebook
No último dia 7, o cearense Marçal Cunha postou um relato em seu perfil do Facebook sobre o golpe que quase ia sofrendo na agência da  Caixa da Av. Godofredo Maciel, no bairro Maraponga, em Fortaleza.  Na publicação, o internauta conta que ao tentar sacar uma determinada quantia em um caixa eletrônico o dinheiro ficou emperrado. Imediatamente ele ligou para o número de atendimento que constava na máquina para casos de problemas, porém, sem sucesso. “Aguardei por diversas vezes até a ligação cair, pois todos atendentes estavam ocupados”.
No relato, Marçal explica que ligou então para a polícia pelo fone 190. Enquanto aguardava, ele percebeu o movimento estranho de um homem. “Um carro, Corsa Classic preto, passou diversas vezes. Fiquei apreensivo. O rapaz viu que eu não sairia dali e resolveu sair”. Quando os policiais chegaram, constataram que a máquina havia sido adulterada. “Havia uma tarjeta de alumínio colada com fita dupla face, uma tarjeta idêntica a do caixa eletrônico. Era ela que impedia o dinheiro de sair”. Fica o alerta. (Uol)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo