Slide

Para Sarney, retirar frase ‘Deus seja louvado’ de cédulas é ‘falta do que fazer’

O senador José Sarney (PMDB-MA) foi o responsável diretamente pela inclusão da expressão “Deus seja louvado” nas cédulas em circulação no país em 1986, quando era presidente da República. Após o pedido do Ministério Público Federal de São Paulo para retirar a frase, o presidente do Senado condenou o ato da procuradoria. “Eu acho que é uma falta do que fazer, porque, na realidade, precisamos cada vez mais ter a consciência da nossa gratidão a Deus por tudo o que ele fez por todos nós humanos e pela criação do universo. Nós não podemos jamais perder o dado espiritual. Eu tenho pena do homem que na face da terra não acredita em Deus”, opinou Sarney, segundo a Agência Senado.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar