Slide

Padre irlandês admite raiva ao ver Vanderlei acender a pira

cornelius e vanderleyO Brasil inteiro se mostrou emocionado na noite da última sexta-feira. A escolha de Vanderlei Cordeiro de Lima para acender a pira olímpica no Maracanã, na cerimônia de abertura da Rio-2016, tocou o coração do brasileiro – que lembrou do motivo principal que levou Vanderlei a ser o escolhido: a maratona das Olimpíadas de Atenas-2004. Mas houve uma pessoa que não gostou de vê-lo ser o astro da festa.

Este, no caso, é Cornelius Horan, o padre irlandês que agarrou e tirou Vanderlei da pista durante a maratona de 2004. O homem que, possivelmente, tirou a medalha de ouro do brasileiro, que acabou com o bronze.

Em entrevista ao jornal americano The New York Times , Horan afirmou que ficou com raiva ao ver Vanderlei acender a pira. “Quando eu o vi com meus próprios olhos, fiquei com muita raiva. Eu olhei para Vanderlei e pensei: ‘Você não seria a estrela que é se não fosse por mim'”, disse o irlandês.

Ele ainda fez questão de não pedir desculpas: “O que digo é agressivo a Vanderlei. Mas até meu mestre Jesus Cristo foi agressivo em suas palavras quando necessário”, falou o padre. Horan, na verdade, teve retirados seus direitos para exercer a função de padre nos anos 1990.

No passado, Horan até tentou se aproximar de Vanderlei, escrevendo duas cartas em português, que nunca foram respondidas. Isso deixou o irlandês ainda mais ressentido: “É muito triste. O condeno por isso. Ele falhou miseravelmente em respeito básico”, completou.

Lance

Leia mais

Após 5 meses, chega ao fim namoro de Ludmilla com produtor americano

Ronaldo Fenômeno ganha post apaixonado de namorada top

Temer terá segurança para levar tiro por ele em caso de atentado, diz coluna

Excesso de confiança é o principal adversário de ACM Neto nas eleições de 2016

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo