Cotidiano

Padilha volta a criticar Moro e diz que ministro virou ‘moeda de troca’

O cineasta José Padilha fez criticas ao atual ministro da Justiça e Segurança Público Sergio Moro durante a coletiva de imprensa, realizada nesta terça-feira (7), sobre a segunda temporada de “O Mecanismo”, produção brasileira da Netflix.

Ao ser questionado sobre um artigo que escreveu para o jornal Folha de S.Paulo, no dia 16 de abril, em que afirmou reconhecer o “erro que cometeu” ao ter apoiado Moro, ele explicou: “Aliar-se à família Bolsonaro foi a tragédia pessoal de Moro. Se ele for inteligente, estará arrependido”.

Padilha ainda apontou, que para ele, o ex-juiz está sendo usado como “moeda de troca” para negociação de votos no Congresso. “Bolsonaro não tem maioria no Congresso e está usando Moro para aprovar as reformas”, afirmou. Além disso, o diretor alfinetou que “Moro saiu de herói nacional para salame fatiado e entregue para o centrão para provar a reforma da previdência. É assim que vejo o futuro da Lava Jato”.

 

“O Mecanismo”, que é inspirado na Operação Lava Jato, que foi comandada por Moro, o diretor de “Tropa de Elite” se explicou: “Não é que eu defendia Moro, mas estava contando uma história e tinha à mão apenas os fatos daquele momento”. José Padilha informou que colocou críticas à operação na nova temporada da série, como os vazamentos de áudios dos ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo