Slide

Otite Média Aguda: entenda a doença e saiba como prevenir

Foto: Msdmanuals.

Extremamente comum em bebês e crianças menores de dois anos de idade, a Otite Média Aguda (OMA) é uma infecção do ouvido médio (localizado atrás do tímpano), muitas vezes causada por bactérias.2,3 A doença pode ocasionar dor de ouvido, febre, irritabilidade e até complicações mais sérias como problemas auditivos.2,5,6

A Otite Média Aguda pode ocorrer logo após um resfriado, quando os agentes infecciosos (vírus ou bactérias) entram no ouvido médio e causam a infecção, resultando em aumento de secreção no ouvido.6 Mais de 80% das crianças até os três anos de idade desenvolverão a doença pelo menos uma vez.4 Por isso, é preciso se prevenir.

Dra. Bárbara Furtado, gerente médica de vacinas da GSK, explica por que a otite aparece mais em crianças pequenas do que em adultos. “O sistema imunológico de uma criança não é tão eficaz quanto o de um adulto, porque ainda está se desenvolvendo. Isso dificulta o combate de infecções. Além disso, a tuba auditiva na infância é mais curta e mais horizontal, facilitando a migração de bactérias. E, se essas bactérias entrarem no ouvido médio, elas podem causar a Otite Média Aguda”, esclarece.

Sintomas e Tratamento

Os sintomas da Otite Média Aguda são utilizados para classificar a gravidade da doença, dividindo-a entre severa e não-severa. Os sintomas severos são dor de ouvido moderada ou forte por 48 horas ou mais e febre de 39 graus. Já a otite não-severa apresenta dor de ouvido leve por menos de 48 horas e febre abaixo de 39 graus. Em crianças pequenas, que ainda não falam bem, a dor é entendida pelos movimentos de segurar, puxar e apertar a orelha, alterações de comportamento, sono e choro excessivo.7

Caso perceba algum desses sintomas, o recomendado é procurar um médico para tratamento, erradicação do processo infeccioso e prevenção de complicações.1,8

Prevenção

Uma das principais formas de prevenção da Otite Média Aguda é a vacinação contra a bactéria Streptococcus pneumoniae.1,8 A vacina pneumocócica 10-valente está disponível gratuitamente nos postos de saúde, pelo Programa Nacional de Imunizações, no esquema de 2 doses, preferencialmente aos 2 e 4 meses, e a vacinação de reforço, aos 12 meses.9

Outras formas de prevenção são: cobrir a boca quando espirrar ou tossir, lavar as mãos, amamentação e evitar exposição à fumaça do cigarro.3

Sobre a GSK

Uma das indústrias farmacêuticas líderes no mundo, a GSK está empenhada em melhorar a qualidade de vida humana permitindo que as pessoas façam mais, sintam-se melhor e vivam mais. Para mais informações, visite www.gsk.com.br.

Material dirigido ao público em geral. Por favor, consulte o seu médico.

Referências:

  1. CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION. Ear Infection. Disponível em: <https://www.cdc.gov/antibiotic-use/community/for-patients/common-illnesses/earinfection.html>. Acesso em: 2 set. 2019
  2. CRIPPS AW. et al. Bacterial otitis media: a vaccine preventable disease? Vaccine, 23. 2304-10; 2005.
  3. NATIONAL INSTITUTE ON DEAFNESS AND OTHER COMMUNICATION DISORDERS. Ear infections in children. NIDCD Fact sheet. Disponível em:<https://www.nidcd.nih.gov/sites/default/files/Documents/health/hearing/EarInfectionsInChildren.pdf>. Acesso em: 23 ago. 2019.
  4. TEELE, D. et al. Epidemiology of otitis media during the first seven years of life in children in greater Boston: a prospective, cohort study. The Journal Infectious Disease, 160(1). 83–94.1989.
  5. AMERICAN ACADEMY OF PEDIATRICS AND AMERICAN ACADEMY OF FAMILY PHYSICIANS.Diagnosis and Management of Acute Otitis Media. Pediatrics, 113:1451-66.2004.
  6. NEW YORK STATE DEPARTMENT OF HEALTH. Ear Infections in Children. Disponível em:<https://www.health.ny.gov/publications/4815/>. Acesso em: 23 ago. 2019.
  7. LIEBERTHAL, A. et al. The Diagnosis and Management of Acute Otitis Media. Pediatrics, 964-999. 2013.
  8. KHALIQ, Y. et al. Upper respiratory tract infections. In: DIPIRO, JT. et al. Pharmacotherapy: apathophysiologic approach. 7 ed. New York: McGraw-Hill, 2008. p. 1779-90.
  9. BRASIL. Ministério da Saúde. Calendário Nacional de Vacinação 2019. Disponível em:<http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/documentos/geral/calendario_vacinacao_2019.pdf>. Acesso em: 23 ago. 2019.
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar