Mutuípe

Oposição tenta desgastar a imagem do prefeito de Mutuípe para tentar voltar ao poder em 2020

O ano 2017 começou diferente para muita gente. As mudanças nos poderes legislativo e executivo fizeram uma inversão de papel, ocorrida pela última vez no ano 2001 quando Luís Carlos Cardoso da Silva (PT), assumia pela primeira vez o comando da prefeitura de Mutuípe. Dezesseis anos depois, Rodrigo Maicon de Santana Andrade (Digão) vence a eleição municipal obtendo 7.307 e ainda conseguindo maioria dos vereadores na câmara municipal.

 

O resultado da eleição escancarou a grande rejeição que o agora ex-prefeito construiu ao longo de 16 anos de governo petista em Mutuípe, perdendo com uma diferença de mais de 1600 votos. Mas, também fez com que os ainda inconformados com a derrota do petista, se organizassem para fazer uma oposição forte ao atual gestor.

 

O grupo que antes era oposição a Carlinhos sempre foi criticado pela população por não saber fazer oposição, agora enfrentará nos próximos uma oposição organizada e disposta a desgastar a imagem do novo prefeito para tentar voltar ao poder em 2020.

 

As ofensivas a Digão começaram na primeira semana com acusações e questionamentos tendenciosos feitos pela rede social e em sites ligados ao ex-prefeito. A gestão por outro lado, tenta mostrar ao povo mutuipense os problemas deixados pelo ex-gestor que parece não ter fim. Esta semana foi anunciada uma divida com o INSS que o ultrapassa o valor de R$ 1.500.0000 (Um milhão e quinhentos mil reais).

Alguns contratados por 16 anos na era Carlinhos e simpatizantes petistas, já ligam para a emissora de rádio e cobram emprego ao prefeito Digão nos poucos dias de mandato, se esquecendo que geração de emprego não foi o forte da gestão petista no município, ao longo dos 16 anos nenhuma indústria se instalou na cidade, Mutuípe perdeu o protagonismo para cidades vizinhas, mesmo o ex-gestor contando com o apoio de deputados, governador, senadores e presidente da república.

Veja também

Ex-prefeito Carlinhos deixa mais de R$ 1,5 milhão em dívidas de INSS, diz nova gestão

Após 16 anos PT de Mutuípe volta a oposição, como foi a era Carlinhos?

Mutuípe: Contas de Carlinhos ano 2015 foram rejeitadas pelo TCM

Etiquetas
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar